Uma reabilitação em Resina Composta exige o desgaste dos dentes?

Dentes amarelados e disformes impactam muito a autoestima dos pacientes. É por isso que tratamentos mais populares, feitos por celebridades, impactam tanto a percepção de um público. Atualmente, a tecnologia proporcionou técnicas multidisciplinares que podem alongar o tamanho dos dentes, bem como devolver uma coloração mais uniforme. Para isso, a escolha dos materiais deve ser assertiva pelo dentista e deve ser feita com muita atenção. 

Essas escolhas envolvem preços variados, bem como a disposição do paciente de investir em procedimentos de alta complexidade. Por isso, as escolhas técnicas, bem como a qualidade dos materiais que serão utilizados para a restauração, são necessários para que o profissional dentista reconstrua o sorriso harmonioso do paciente. 

Os benefícios da Resina Composta

 A maior de todas as dúvidas é em relação à durabilidade do tratamento. Essa durabilidade vai depender muito do procedimento utilizado e da escolha do dentista sobre os materiais. Cada paciente tem um caso que precisa de uma atenção diferenciada. Em algumas situações, a resina pode ser a melhor escolha para casos de coloração e formatos disformes.

As resinas compostas, além de ser um material de alta durabilidade, são recomendadas para reabilitação e outros procedimentos, como restaurações indiretas, selante de fóssulas e fissuras, preenchimento, reconstruções dos dentes e facetas diretas e indiretas.

É necessário desgastar o dente para uma reabilitação com Resina Composta?

Depende. Todo tratamento estético requer uma reavaliação e possivelmente é necessário mexer na estrutura dental. A resina Composta, no entanto, requer o mínimo de desgaste. Trata-se de um recurso que deve ser bem planejado e executado pelo dentista. Para isso, é indicado como parte do procedimento, pequenos desgastes para que a resina possa ocupar o espaço corretamente entre os dentes e não causar possíveis inflamações na gengiva e alteração da cor. 

Mas, nem todo caso é necessário esse desgaste no esmalte dental. É necessário que o dentista avalie o grau de correção para indicar se haverá necessidade desse procedimento. Em alguns casos, cujo paciente apresenta alinhamento perfeito dos dentes e uniformidade na coloração, não é necessário o desgaste. Somente uma análise clínica, feita por um especialista é capaz de detectar o que precisa ser feito.

Quer saber mais sobre quais procedimentos que podem ser feitos para devolver a harmonia do seu sorriso? Agende a sua consulta. Estamos prontos para indicar o procedimento assertivo para devolver o seu sorriso. 

  • 20 de abril de 2020

Deixe uma resposta 0 comentários

Deixe uma resposta:







WhatsApp