Como cuidar da higienização bucal na pandemia

Higienização bucal na pandemia | Drª Vanessa Silveira

Assim que a pandemia do Coronavírus se alastrou pelo Brasil, em poucos dias, o Conselho Federal de Odontologia se adiantou em prestar novos esclarecimentos e orientações sobre a prevenção que deve ocorrer obrigatoriamente em todos os consultórios e serviços odontológicos, assim como precauções para a comunidade em geral cuidar em casa. 

Além dos protocolos de higiene bucal dos pacientes internados com a suspeita ou confirmação de contágio, outros procedimentos foram repassados para evitar o risco de morte e disseminação do vírus. São processos simples que podem ser feitos em casa para manter a saúde bucal em dia e ainda mais protegida. Confira algumas dicas essenciais! 

Algumas recomendações de limpeza dos dentes e da gengiva podem manter a saúde bucal protegida da disseminação do vírus pela cavidade oral. Esse tipo de cuidado deve ser, inclusive, redobrado por pessoas que estão no grupo de risco para não piorar o quadro respiratório em caso de contaminação. 

Não compartilhe escovas de dente 

Se na sua casa moram outras pessoas além de você, não deixe escovas de dentes próximas ou guardadas no mesmo recipiente. Procure-as manter em posição vertical e com as cerdas para cima. Outra recomendação é não roer as unhas e evitar colocar a mão na boa sem que elas estejam corretamente higienizadas com água e sabão. Mantenha sempre as mãos limpas e lave-as com frequência ao longo do dia. 

Em hipótese alguma compartilhe escovas de dente. Isso é uma geral para qualquer transmissão de doença, além de ser completamente anti-higiênico. Você pode também manter uma rotina de hidratação, bebendo ao menos 10 copos de água por dia. É bom para o corpo e para manter a cavidade oral sempre limpa. 

Escove os dentes com mais frequência E, não é preciso dizer que escovar os dentes com frequência após cada alimentação é o ponto principal para evitar impactos maiores sobre a doença, certo? Para finalizar, troque as escovas com maior frequência também. Evite também os contatos afetivos que envolvem beijos, como já vem sendo alertado por diversos especialistas. 

Acreditamos que com essas recomendações do Conselho Federal de Odontologia, a proteção será maior, além dos cuidados de ficar em casa e respeitar a quarentena, evitando a disseminação do vírus. Continue acompanhando nosso blog para mais notícias e reiteramos o nosso compromisso com a sua saúde.

  • 25 de Maio de 2020

Deixe uma resposta 0 comentários

Deixe uma resposta:







WhatsApp